30 de jan de 2012

Dia da saudade

Vou dar uma pausa na política e na crítica social e vou postar lembrança que traz saudade, afinal, li há pouco que hoje é dia da Saudade.

E admito que estou com saudades de viver aquela coisa tão boba, tão tola, mas tão gostosa que é se apaixonar.

Posto abaixo uma poesia que fiz em 2004 para uma amiga que havia se tornado uma namorada.

É engraçado, mas tolamente terminei aquele relacionamento.... a Erika, a quem dediquei e entreguei a poesia era uma fofa.

Saudades!

Já penso em ti
Em conviver contigo

Ainda tenho medo,
Logo percebo
E tremo

Temo errar,
Caminhos de dor
Criar

Sei que quero amar
E ao você espiar
Meu coração novamente
Se pôs a gritar!

Sorri sozinho
Ao ver seu olhar
Meigo a me contemplar
Uma satisfação meio boba,
Outros podem pensar

Mas seu primeiro olhar,
E outros olhares,
De repente
Fizeram em mim
Esperança brotar!

Mas ainda paro, penso
E quero me certificar
De que tudo vá
Harmoniosamente,
Um dia, se encaixar!

02/04/04 – 22:00

2 comentários:

Marcinha Mel disse...

Gostei, vou compartilhar no face, espero q vc não se incomode...

William Okubo disse...

Manda ver! rs