4 de dez de 2010

Tempo de luzes... e trevas


O natal está à porta!
As grandes avenidas e ruas famosas estão repletas de luzes brancas, amarelas, verdes, azuis e tudo o mais.
A decoração nos shoppings centers estão mais bonitas e bregas como o usual.
O dinheiro transparece no momento em que a economia cresce.

Do outro lado da cidade, ou abaixo de qualquer viaduto de concreto da cidade, morimbundos na escuridão permanecem.
Crianças brincam em meio à sua própria merda, mijo e vômito, que já nem fedem mais.
Pais e mães bebericam uma 51 ou um Velho Barreiro e transam como animais no cio.

No centro, as mentes se iluminam em meio ao trago da maldita pedra de crack.
Para estes, o papai noel é o traficante que junto ao presente entrega o fogo dos infernos para acender o perú fantasmagórico.

Assim avança o capitalismo de esquerda brasileiro.
Para alguns a luz suprema.
Para outros, as trevas eternas.

Remedio-me lembrando que alguns fortes, subvertem por dentro o sistema maldito
E levam a luz de suas vidas às trevas em meio às festas individualistas coletivas.

William - 06/12/2010 - 13h14

Nenhum comentário: